Notícias

Anayle Sullivan: vocação traduzindo amor

A cantora é a primeira artista gospel a integrar o time da Warner Music Brasil

Anayle Sullivan é a primeira cantora a integrar o time gospel da Warner Music Brasil. Ainda criança, Anayle já usava a música para traduzir seus sentimentos e a sua visão do mundo. O que ela não imaginava é que a sua afinidade com a música era o seu chamado e que se tornaria seu estilo de vida e sua profissão. Ela até cursou arquitetura, mas não concluiu, porque a música era o que a tornava plena. Dos 15 aos 18 anos, ela fez canto lírico e aprendeu a conhecer o seu instrumento: a sua voz.

Para Anayle, a música sempre será um universo desconhecido, porque a música e seus atributos são dons de Deus: “A Palavra de Deus nos diz que ‘toda boa dádiva e todo dom perfeito são lá do alto’, assim, atribuo a Ele tudo de bom que sou, faço e recebo. Temos de estudar, abrir os horizontes, nos aprimorarmos e entender que a música é um meio de comunicação do Senhor para com o mundo, ou seja, um instrumento de tradução e de inclusão. Com tamanha grandeza desse ministério de Deus para com seu povo, há sim dificuldades, mas isso faz parte da vida do cristão em geral. O Senhor nos garante que seremos perseguidos, mas nunca abatidos. O fato de ver essa verdade imperar, de saber que a Palavra de Deus permanece fiel é sempre a minha maior alegria”, declara.

Anayle é casada há 17 anos com o produtor artístico, Michael Sullivan, e têm dois filhos, Michael, de 10 anos, e Levi, 5 anos. Ela garante que ter o marido como parceiro também na música é maravilhoso, mas que, sobre a sua carreira, “ninguém tem o poder de fortalecê-la senão o próprio Deus”, porque ser casada com um artista, não lhe garante “ser uma cantora de qualidade e ter a credibilidade de uma gravadora como a Warner Music”.

Anayle também declara que ter o Sullivan como companheiro é mais do que estar em um casamento, porque, ainda segundo ela, Deus os uniu e os encaminhou para um projeto definido. E explica: “Cumprir o plano de Deus para nós deu todo sentido à nossa vida. Ele nos alinhou também na música, colocando em nosso coração o seu puro louvor. Com a Waner Music, terei o mesmo compromisso de honrar a Deus e lhe pedir para suprir as expectativas da gravadora a fim de abençoar todos.”

A cantora enfatiza que aqueles que possuem o dom e o ministério musical devem “perseverar, crer, não perecer no seu próprio tempo e na sua própria eleição, pois somente Deus conhece o nosso coração e sabe até onde podemos seguir sem perdermos a nossa salvação. Afinal, em Cristo, a principal busca do homem não é um ministério, e sim a sua salvação”.

Por Ana Paula Costa – Jornalista Warner Music Brasil – Gospel

Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close